google-site-verification: googlefec0aa61c13dd7cc.html Encorajadados Por Deus
Posted by : FrTutorial no Brasil quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

ENCORAJADOS POR DEUS

A Segunda Epístola aos Coríntios 1:4-6 diz “Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. Porque, como as aflições de Cristo transbordam para conosco, assim também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é, a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos” . Orar e ler estes versículos repetidamente nos ajudará a ver que a necessidade atual da igreja é o ministério. Deus nos encoraja em toda a nossa tribulação com um propósito: que sejamos capazes de encorajar a outros. A palavra grega para consolação no versículo 4 também significa encorajamento. Ser consolado por Deus significa ser encorajado por Ele.

O OPERAR DA CRUZ

QUANDO mais os sofrimentos de Cristo abundam em nós, mais encorajamento ou refrigério
seremos capazes de desfrutar. Se desejamos ministra algo de Deus em Cristo aos outros, temos de sofrer (o sofrimento de Cristo) para Ter a experiência. É pelo caminho da cruz que teremos algumas riquezas de Cristo para ministrar aos outros. O ministério não surge de nenhuma outra maneira, mas somente pelo operar da cruz.
PAULO nos disse que Deus colocou-o numa situação onde foi “sobremaneira” (1:8) ou “excessivamente sobrecarregado” a fim de que ele pudesse confortar a outros. Você pode ser perguntar por que tem tantos problemas. Pode Ter problemas com o seu cônjuge, com os filhos e mesmo com seu corpo. Você percebeu que nessa carta existe a frase: “excessivamente sobrecarregado” ou “sobremaneira pressionado”? Você pode ser pressionado, mas é pressionada sobremaneira? Isso significa que a obra da cruz terminou com você, levou-o a um fim.
PAULO diz-nos que ele e seus cooperadores foram excessivamente sobrecarregados acima de sua capacidade ou força de modo que se desesperaram da própria vida (1:8). Muitos dos irmãos jovens têm força. Porém mais cedo ou mais tarde, o Senhor pressionar-lhe-á repentinamente, e você tentará suportar o sofrimento. Por fim dirá: “Senhor, abandono minha resistência porque a Tua pressão é algo bem acima das minhas forças.” Quando  você se encontra sob determinado tido de sofrimento, nunca tente exercitar sua própria força para suportá-lo sozinho. Nunca tente vencê-lo por si mesmo. Você deve perceber que por fim o Senhor irá pressioná-lo acima de suas forças. Quando vem a pressão, você pode exercitar toda sua força: fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Mas quanto mais você exercitar sua força mais será pressionado. Por fim, admitirá que a pressão está bem acima de suas forças. Louvada seja o Senhor pela pressão sem limite acima de osso poder!

DEPOIS que Paulo nos disse que ele e seus cooperadores foram  tão sobrecarregados que se desesperam até da própria vida, ele disse: “Contudo, já em nós mesmos tivemos a sentença de morte, para que não confiemos em nós, e, sim, no Deus que ressuscita os mortos” (1:9). Quando os apóstolos estavam sob a pressão da aflição, desesperados até da própria vida, devem Ter-se perguntado qual seria o resultado de seu sofrimento. A resposta era a morte. A experiência de morte, contudo, introduz-nos na experiência de ressurreição. Ressurreição é o próprio Deus que ressuscita os mortos (Jo.11:25). A obra da cruz termina com nosso ego para que possamos experimentar Deus em ressurreição. A experiência da cruz sempre resulta no desfrute do Deus da ressurreição. Tal experiência produz e forma o ministério (2ª Co.1:4-6). Esta experiência é descrita mais detalhadamente em 4:7-12.

A palavra de Paulo nos mostra que precisamos ser terminados. Necessitamos chegar ao fim. Aí, então, aprenderemos a não confiar em nós mesmos, mas em Deus. Dizer que precisamos confiar em
Deus e não em nós é fácil, mas sermos completamente trabalhados nessa questão requer bastante experiência. Deus está trabalhando por meio da cruz para terminar conosco. (Obs. A cruz terminou para Jesus e quando disse que tudo estava consumado estava também dizendo para  nós que a cruz ficava como herança para nós daí o texto que diz para tomarmos nossa cruz e Segui-lo). Deus está trabalhado para levar-nos a um fim, até mesmo para que nossa espiritualidade, nossas conquistas espirituais, sejam levadas a um fim. Você pode confiar muito em suas conquistas espirituais, mas até isso tem de ser terminado.

EM 1:12, Paulo diz: “Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo, e principalmente convosco” (VRC). Em sua consciência, Paulo tinha o testemunho de que andava, movia-se e tinha seu ser nesta terra não em sabedoria carnal, mas na graça de Deus. Para alguns, sabedoria pode ser uma maneira inteligente de enfrentar determinada situação, mas essa sabedoria vem da nossa mente. A sabedoria humana é algo que você possui visando fazer algo para si mesmo. A graça de Deus é que você não faça nada, mas que Deus faça tudo em seu interior. Não é você fazer algo para enfrentar a situação, mas permitir que Deus faça tudo em você e por você (Isto é: o grande problema é o seu PERMITIR. A única coisa a fazer é o PERMITIR e isto não é fácil. Não podemos fazer nada humanamente falando: ir ao monte, jejuar, comprar seu passaporte com dízimos, com campanhas. O nosso papel no tomar a cruz é o de forçar mente e deixar que a ESPADA penetre dentro de nós e nos corte dividindo o que o pecado misturou e lutar pela transformação de nosso entendimento. O esforço, como disse não é humano pois sem fé é impossível agradar a Deus e fé é o firme fundamento ). Isso é a graça de Deus.


PAULO disse que se conduzia na simplicidade e sinceridade de Deus. Simplicidade pode também significar singeleza. Deus é simples e Deus é singelo. Quanto mais estamos na carne e na alma, mas complexos somos. Então não temos simplicidade, mas complexidade. Uma pessoa almática é muito complexa. No entanto, quanto mais permanecemos no Santo dos Santos, no espírito, mais simples nos tornamos. Quanto mais ficamos no espírito, mais somos simples e sinceros. Somos sinceros na motivação, no objetivo e em tudo o que desejamos. Em 1:12 estão a simplicidade ou singeleza de Deus, a graça de Deus e a sinceridade de Deus. Se fomos tratados com a cruz, de tal maneira que ela nos levou ao fim, seremos pessoas pacíficas que desfrutam e experimentam a graça de Deus cuidando de tudo por nós. Assim seremos tão simples e tão sinceros em nossa motivação e em nosso objetivo. Desfrutaremos a graça de Deus e teremos a simplicidade e sinceridade de Deus.

DEIXE SEU COMENTÁRIO !!!

Atenção:

Faça seu comentário dentro do assunto tratado acima;
Não divulgue endereço(s) de Sites ou Blogs;
Comentário que conterem divulgação serão moderados, somente serão aceitos links caso necessite de informar alguma fonte;
Proibido Spans;
Não faça Comentários Ofensivos, Ameaças, ou Termos preconceituosos.

OPINE, DÊ SUA SUGESTÃO, CONTATO, DÚVIDAS ETC. OBRIGADO DESDE JÁ !!!

Inscrever-se para Posts | Subscrever Comentários

Welcome to My Blog

::::: Radio Nova Adoração ::::

Nossa Pagina no Facebook

Seguidores

internet explorer 11

Seus estudo Aqui !!!

Seus estudo Aqui !!!
Mande Por Email Pessoal !!

AJUDE NOS AQUI POR FAVOR !

{ RECADINHO RÁPIDO }








NOVO 30/5/2013










- s; ESTUDO POSTAGEM PROFÉTICA -Missionario Francisco-Missionaria Fatima Blogger - Designed Fra e Fati Somos Uma Familia Missionaria -