Posted by : FrTutorial no Brasil quarta-feira, 12 de outubro de 2016


Aceitamos e concordamos, também, e prin-cipalmente, com a cobrança do DÍZIMO durante adispensação da Lei, visto que em tal época, anação também era politicamente administrada pelas autoridades religiosas, e o DÍZIMO (o im-posto de renda) aparecia naquela dispensaçãocomo ordenança de Deus e todo o povo, sobaquela Lei, deveria praticá-lo.O DÍZIMO na Lei aparece pela primeira vezem Levítico 27.30-34. O texto nos mostra quedeveria ser dado o dízimo do campo, da sementedo campo, do fruto das árvores, das vacas, dasovelhas e de tudo que passasse debaixo da vara.

Os dízimos deveriam ser observados deforma rigorosa, pois eram considerados “Santosao Senhor” (Lv 27.32 ). Deveriam ser levados aos levitas, porque o Senhor lhes dera por herança, pelo serviço que exerciam na tenda da congregação ( Nm 18.21 ).Os levitas deveriam levar aos sacerdotes o dízimo dos dízimos (o centésimo da renda do povo ), como ordenava a Lei ( Nm 18.26; Ne 10.38 ).Ao final de cada 3 anos, o povo deveria recolher os dízimos da colheita para que houvesse alimentos em suas cidades para o levita, o estrangeiro, o órfão e a viúva ( Dt
14.28-29; 26.12-14 ).O versículo 10 do capítulo 3 de Malaquias nos fala que o dízimo era para que houvesse mantimento na casa de Deus. E Deus, então, prometia abrir as janelas do céu e abençoar o dizimista em grande maneira. Na Lei, o homem que não fosse dizimista era considerado ladrão e estaria debaixo da maldição, por não cumprir tal ordenança da Lei( Ml 3.8 ; Gl 3.10 )concluímos, pois, que todo o povo deveria dizimar, pois fazia parte das ordenanças do Senhor aos que estavam debaixo da Lei. Todavia,desaprovamos a cobrança do dízimo aos cristãos.
 
Com isto, não estamos rejeitando o Velho Testa-mento, mas ao contrário, cremos que faz parte docânon bíblico. Rejeitamos a exigência do dízimosim, por fazer parte da Lei, e o Evangelho nosisenta da Lei (Lc 16.16 Gl 3.10-13; 4.3-5;4.24-25).
A prática da lei do dízimo é, na verdade, proveitosa, se o tal guardar toda a Lei. Esta foi aadvertência do apóstolo Paulo, aos romanos queinsistiam na prática da circuncisão, dizendo:“  Porque a circuncisão é, na verdade, proveitosa, se tu guardares a lei
” ( Rm 2.25 ).E a advertência de Cristo aos fariseusdizimistas, que não guardavam toda a Lei foi: “
 Aide vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois quedizimais a hortelã, o endro e o cominho, edesprezais o mais importante da lei” (Mt 23.23).Se alguém quiser viver debaixo da Lei, temque ser íntegro na sua prática, sem tropeçar emum só ponto (Tg 2.10). Neste caso a sua salvaçãoseria pelas obras da Lei, e não pela Graça deCristo (Gl 5.4)



Por que tenho que ser dizimista?
1)Sou dizimista porque o dízimo é santo (Levítico 27:30-32);
2)Sou dizimista porque quero ser participante das grandes bênçãos (Malaquias 3:10-12);
3)Sou dizimista porque amo a obra de Deus, na face da Terra;
4)Sou dizimista porque Deus é o dono do mundo (Salmos 24:1);
5)Sou dizimista porque eu mesmo vou gozá-lo na casa de Deus (Deuteronômio 14.22-23);
6) Sou dizimista porque mais bem aventurado é dar do que receber (Atos 20:35);
7)Sou dizimista porque Deus ama o que dá com alegria (I Coríntios 9:7);
8)Sou dizimista porque tudo vem das mãos de Deus (I Crônicas 29.17);
9)Sou dizimista porque não sou avarento (I Timóteo 6:10);
10)Sou dizimista porque meu tesouro está no céu ( Mateus 6:19-21);
11)Sou dizimista porque obedeço a lei de Deus (Atos 5.29);
12)Sou dizimista porque a benção de Deus é que enriquece (Provérbios 10:22)

Para que era o dízimo?
O dízimo, primeiro, era o sustento dos levitas e sacerdotes (quem sabe se as igrejas de hoje, passassem a cuidar mais dos seus pastores e suas famílias), depois para os órfãos e obras sociais:
(Deuteronômio 14:29): “Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem.” (Princípio de produtividade ligado ao trabalho)
(Gênesis 1:26): “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.”
A palavra tudo (ou toda) aparece, em Gênesis 1.26-31, 11 vezes: (v26= 2, v28=1, v29=3, v30=4, v31=1).

Malaquias dividido em cinco partes
1)A eleição de Israel como povo de propriedade divina (1:6);
2)Os pecados dos Sacerdotes (1:7 a 2:9);
3)Casamentos com povos estranhos (2:10-16);
4)A esperança do povo (2:17 a 3:6);
5)Violência contra Deus (3:17-12).
A nação estava em crise econômica, seca e fome (Malaquias 3:9-11): “Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Não só os filhos de Levi (os sacerdotes) v3, mas também os filhos de jacó (toda a nação) estavam debaixo de maldição por não serem dizimistas v6. O povo estava desviado dos mandamentos de Deus v7a . Deus faz um chamado ao arrependimento, mas o povo achava que não havia necessidade de mudança v7b. Deus passa a mostrar ao povo em que estavam errados.

Para quem era pago o dízimo?
Os dízimos eram pagos aos Levitas:
(Números 18.24): “Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao SENHOR em oferta alçada,
Deus queria que toda a nação fosse sacerdotal:
(Êxodo 19.6): “E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.”. Porém por desobedecerem a Deus, Deus levantou a tribo de Levi, para trabalharem como tribo sacerdotal.
tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança terão”.
Os Levitas não tinham meios de rendas, gados, heranças que lhes assegurassem sustento. Por restarem serviços a tenda da congregação recebia os dízimos dos filhos de Israel:
(Números 18.21): “Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que exercem, o ministério da tenda da congregação”.
Todavia, os Levitas não tinham permissão de ficarem com a totalidade dos dízimos recebidos, mas daquilo que lhes era concebido , eram obrigados a dar uma parte chamada dízimo dos dízimos:
(Números 18.26): “Também falarás aos Levitas e dir-lhes-ás: quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado em vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao Senhor: O Dízimo dos dízimos.”
(Neemias 10.38): “E que o sacerdote, filho de Arão, estaria com os levitas quando estes recebessem os dízimos, e que os levitas trariam os dízimos dos dízimos à casa do nosso Deus, às câmaras da casa do tesouro.”

(Números 18.29): “De todas as vossas dádivas apresentareis toda a oferta do Senhor: do melhor delas, à parte que é sagrada”.
Não podia ser entregue a qualquer pessoa, tinha que ser entregue ao sacerdote Arão:
(Números 18.28): “Assim também oferecereis ao Senhor uma oferta de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel e deles dareis a oferta alçada do Senhor a Arão o Sacerdote.”
Esses dízimos tinham de ser todas as dádivas:
Ofertas e Dízimos
O dízimo era obrigatório, a oferta era voluntária:
(Êxodo 35:5): “Tomai do que tendes, uma oferta para o SENHOR; cada um, cujo coração é voluntariamente disposto, a trará por oferta alçada ao SENHOR: ouro, prata e cobre,”
Apesar da Oferta ser alçada, poderia ser estipulada:
(Êxodo 35:6,9): “Como também azul, púrpura, carmesim, linho fino, pêlos de cabras, e peles de carneiros, tintas de vermelho, e peles de texugos, madeira de acácia, e azeite para a luminária, e especiarias para o azeite da unção, e para o incenso aromático. E pedras de ônix, e pedras de engaste, para o éfode e para o peitoral.”
Três tipos de ofertas:
1)Do homem (Êxodo 35.23 e 24) coisas médias: “E todo o homem que se achou com azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pêlos de cabras, e peles de carneiro tintas de vermelho, e peles de texugos, os trazia; todo aquele que fazia oferta alçada de prata ou de metal, a trazia por oferta alçada ao SENHOR; e todo aquele que possuía madeira de acácia, a trazia para toda a obra do serviço.”
2)Da mulher (Êxodo 35.25 e 26) coisas pequenas: “E todas as mulheres sábias de coração fiavam com as suas mãos, e traziam o que tinham fiado, o azul e a púrpura, o carmesim e o linho fino. E todas as mulheres, cujo coração as moveu em habilidade fiavam os pêlos das cabras.”
3)Do príncipe (Êxodo 35.27 e 28) coisas grandes: “E os príncipes traziam pedras de ônix e pedras de engastes para o éfode e para o peitoral, E especiarias, e azeite para a luminária, e para o azeite da unção, e para o incenso aromático.”

DEIXE SEU COMENTÁRIO !!!

Atenção:

Faça seu comentário dentro do assunto tratado acima;
Não divulgue endereço(s) de Sites ou Blogs;
Comentário que conterem divulgação serão moderados, somente serão aceitos links caso necessite de informar alguma fonte;
Proibido Spans;
Não faça Comentários Ofensivos, Ameaças, ou Termos preconceituosos.

OPINE, DÊ SUA SUGESTÃO, CONTATO, DÚVIDAS ETC. OBRIGADO DESDE JÁ !!!

Inscrever-se para Posts | Subscrever Comentários

Welcome to My Blog
Nossa Pagina no Facebook

Seguidores

internet explorer 11

Seus estudo Aqui !!!

Seus estudo Aqui !!!
Mande Por Email Pessoal !!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

::::: Radio Nova Adoração ::::

AJUDE NOS AQUI POR FAVOR !

{ RECADINHO RÁPIDO }








Arquivo do Sites

NOVO 30/5/2013










- s; ESTUDO POSTAGEM PROFÉTICA -Missionario Francisco-Missionaria Fatima Blogger - Designed Fra e Fati Somos Uma Familia Missionaria -